Archive for the ‘Computando’ Category

You will never go back.

Tuesday, September 27th, 2011

Primeiro foi o iPod Classic… depois o iPod Touch, o iPad… e agora, tomei coragem e troquei o famoso e clássico PC pelo Mac. Sábado passado, maridon me surprendeu com a realização de mais um dos meus sonhos geeks.; ganhei um Mac Book Air. 🙂

Meu novo amiguinho é o o Mac Book Air de 13 polegadas com 128 GB de memória flash.

Rumor-Apple-Announcing-MacBook-Air-Refresh-Today

As primeiras impressões?

Por que é que demorei tanto tempo para fazer esta mudança? A diferença de velocidade e praticidade é gritante. Reconheço e admiro a história do Windows no mercado de computadores, mas o sistema operacional da Apple é um sonho… rápido, intuitivo, inteligente, leve, limpo, novo… Ah…I am in love. 😉

É claro que ainda estou me acostumando com as diferenças de nomenclatura e de sistema, mas estou amando. Aí você me pergunta: “Mas é assim mesmo? Um mar de rosas?”. Eu respondo: “Quase”. Uma das coisas que eu mudaria no Mac é a configuração do teclado. O esqueminha para os acentos da Língua Portuguesa, por exemplo, é super diferente do que estamos acostumados no Windows, mas a nova versão Lion do iOS facilita bastante. Além disso, descobri que em programas como o WordPress, por exemplo, o esquema de acentuação do pc ainda funciona igualzinho ao Windows (que surpresa boa). O resto? Não tem o que mudar… é tudo inteligente e moderno demais. Você clica no iTunes, por exemplo, o programa pula na sua frente em meio segundo, rodando perfeitamente, 100%, como se estivesse aberto o dia inteiro. Ligar e desligar o laptop é como respirar… segundos. Outra coisa muito legal, o corretor ortográfico funciona em qualquer programa que está sendo usado no Mac; e reconhece, automaticamente, o idioma que você está usando; entre outras dezenas de coisas que te deixam de boca aberta (o zoom in e zoom out com gestos no mouse, a troca de páginas e programas passando os dedos no mouse, etc). Tudo vapt-vupt, o sonho de qualquer pessoa que ama computadores.

Para completar a festa, comprei o Magic Mouse. 😉 A diferença entre um mouse normal e o magic mouse? Nem tem por onde começar… Tudo! Só usando ou assistindo o vídeo para perceber a diferença.

Enfim, troquei e estou feliz. É claro que vou manter o meu laptop com o Windows, para ficar atualizada nos dois sistemas e usá-lo quando extremamente necessário; mas estou me desfazendo do meu Desktop e Netbook (nem preciso de tantos computadores assim). No futuro, se eu voltar a comprar um Desktop, será um Mac, com certeza. Experimente, você vai amar. Como uma amiga disse no Facebook: “Once you get a Mac you will never go back”. 😉

P.S: Eu ainda não parei para conferir, no papel, a diferença do peso entre o Mac e o iPad (o meu iPad é da primeira geração), mas tenho a impressão que o laptop é mais leve que o iPad ou, no mínimo, o mesmo peso ;). Anyway, depois volto com mais detalhes e impressões. 🙂

Update – 30 de setembro: Depois de mais alguns dias de uso, percebi que a configuração de teclado está funcionando com os acentos, como em um pc, em todos os programas. O que que eu fiz? Não sei. Desconfio que o sistema tenha reconhecido o meu idioma de preferência para teclado, sozinho. O que eu sei é que nos primeiros dias, tentei teclar os acentos como sempre teclei e tive problemas… pesquisei e vi que o Mac era diferente (option+whatever), mas que o Lion tinha a tal da janelinha de ajuda… configurei a janelinha de ajuda, usei e, hoje, me dei conta de que estava teclando normalmente (assim mesmo… de repente), sem janelinha, sem option, sem números, sem diferença nenhuma do que sempre fiz desde que aprendi a digitar “trocentos” anos atrás. 🙂 Sei lá…

Uma livraria toda sua. :)

Saturday, April 30th, 2011

Há alguns anos atrás, quando os livros digitais começaram a ser populares, eu, assim como milhares de outros leitores apaixonados pelos tricôs das letras e palavras, não acreditava no sucesso de um produto tão frio: sem cheiro, sem textura, sem espessura, sem tamanho. Afinal, além do contéudo, os livros também encantam pelas suas histórias físicas, suas páginas amareladas ou novinhas,  peso,  cheiro… o livro que era da avó, a dedicatória da melhor amiga, a mancha da gotinha de café deixada por uma tarde fria de inverno; ou até mesmo, o cheiro de mofo acumulado pelo tempo.

Hoje, eu, assim como outros milhares de outros leitores apaixonados… (o resto vc sabe 😉 ), estou apaixonada por um gadget moderno, “simples” e prático. Depois de muito tempo e muita pesquisa, escolhi o Nook Color, da Barnes & Noble, uma rede americana de livrarias.

A idéia de ter todos os meus livros favoritos ao meu alcance, em qualquer lugar, em um segundo, todos ali: lindos e coloridos; venceu “uma” das minhas batalhas contra o amor ao papel e a história de cada livro. Pensei na praticidade, na rapidez (vc tem a sua coleção de livros e uma livraria em suas mãos, quando quiser!), no espaço, no peso e na companhia infalível; sucumbi a tecnologia, mais uma vez.

E o cheiro, o amarelo, a dedicatória e tudo mais; onde ficaram? No livros! Oras! Os digitais são práticos… os de papel são únicos e especiais. Os de papel ainda existem, eu ainda posso folheá-los, comprá-los, emprestá-los, amá-los! Ainda posso entrar em um livraria e passar horas viajando entre as prateleiras, posso entrar em um bibilioteca e passar horas fazendo cara e pose de intelectual, posso parar em um banca e comprar a revista do mês que saiu de manhã cedinho, mas posso também, ter todos os meus livros (os disponíveis, lançados na forma digital) dentro da bolsa, a qualquer hora, em qualquer lugar. Ou seja, eu posso SIM conviver com o tradicional e o moderno.

O Nook Color é quase um tablet, um computadorzinho de mão. O tamanho é perfeito, o peso é perfeito e a interface não está longe da perfeição. Quando você segura um NC, vc tem a sensação de estar segurando um livro. O peso e tamanho enganam o seu cérebro e vc tem a sensação de estar segurando um livro de papel. No começo você sente saudade de virar as páginas, depois você se acostuma com a praticidade de tocar na tela e te não ter que “lutar” contra a espessura de um livro grosso, por exemplo. Além disso, o que mais me encanta é ter um dicionário, literalmente, na ponta dos meus dedos, . Não sabe o significado de uma palavra? Você toca na palavra por dois segundinhos, um balãozinho aparece e te dá opções: consultar o dicionário local (q. já vem pré-instalado no aparelho) ou consultar a internet (Google ou Wikipedia – porque o sistema operacional é do Google)? Quer fazer uma anotação? Use o mesmo dedo (ou outro RS), os mesmos dois segundos e pronto… anota, marca, muda de cor., zoom in, zoom out. A letra está muito pequeninha… ué.. é só mudar! Não quer ler mais, trocar de livro, ler uma revista? Para, troca, lê; e depois, volta para o mesmo livro, na mesma página. Quer consultar um capítulo que já leu… toca a tela e escolhe o capítulo no index, tudo o que vc faria com um livro normal (e muito mais); a não ser derrubar o café, porque até “dobrar” as pontinhas vc, virtualmente, pode. 😉

Além disso, o NC também permite que você use a internet, divirta-se com joguinhos, ouça música, assista vídeos, veja fotos, edite textos de documentos pessoais, etc. Antes da última grande atualiação, vc podia usar internet e fazer tudo o que foi citado, mas os jogos eram limitados a dois ou três e não havia um aplicativo para edição de texto, entre outros. Agora, vc tem a opção de comprar outros joguinhos e outros aplicativos disponíveis na loja virtual da B&N, através do Nook Color. Não é um iPad (porque foi criado para os amantes dos livros), mas não fica muito atrás…

A tela brilha muito comparada com a do Kindle? Brilha… é uma tela linda, mas reflete a luz. E daí? Os protetores de tela, anti-brilho estão aí para serem usados. Eu uso protetores em meu NC e  netbook; a qualidade da imagem ainda é a mesma e, se eu quiser, tiro e volto a usar a tela com brilho, sem “machucar” o aparelho.

Enfim, meus braços estão abertos para o futuro… que venham os digitais, porque os de papel nunca morrerão.

(Clique na foto para ver a versão maior)

Algumas demonstrações do meu NC.  É claro que só coloquei o básico e não mostrei a minha “biblioteca”,  arquivos pessoais (fotos, documentos – txt, doc, pdf, etc.) e coleção de aplicativos; mas pelas fotos dá para ter um idéia do como é legal ter um Nook para leitura. 🙂

Informações técnicas? Ele é muito mais do que você imagina…Roda em um Android… o que é uma outra história, para um outro post. 😉

Ah sim… a bateria?  Dura dias e dias em standby e horas ativo (8 de acordo com as especificações do site, mas muito mais pela minha experiência); ou seja, você só não consegue ler por causa de bateria, se for o cúmulo da distração. 😉

Personas

Friday, February 19th, 2010

Até hoje, eu usava os  wallpapers do iGoogle e os temas do Firefox para personificar o meu navegador e mudar de cara sempre que ficava enjoada.  Hoje, comecei a usar “Personas para o Firefox”. Você pode escolher entre “trocentos” mil designs e trocar de design em segundos.  Muuuuito legal!

É por estas e outras que o Internet Explorer só existe no meu computador, por causa des websites atrasados (que geralmente são de organizações importantes… blah!).  Do contrário, já teria aposentado o velhinho há muitos anos.

Assaltada no mundo virtual

Tuesday, August 12th, 2008

Nunca acreditei que aconteceria comigo, mas… roubaram a minha conta no eBay! 🙁  Como? Não sei.  Não compro nada por lá há séculos, tenho firewall, anti-virus, anti-spyware, pop-up e os cambau, instalados nos computadores aqui de casa (instalados e atualizados); deleto o cache do meu navegador, toda vez que uso a internet,  não abro email algum que não seja de pessoas conhecidas; e não clico em link estranho.

Ontem, recebi um email da administração do eBay, dizendo que minha conta havia sido roubada.  Como sempre, abri meu navegador, fui direto ao site do eBay (através do navegador mesmo, não de link via email – regra de segurança BÁSICA!), tentei logar na minha conta e… bati com a cara na porta… ou seja, roubaram minha conta M-E-S-M-O e trocaram a senha.  Pois bem, segui as instruções do eBay, criei uma senha nova, entrei no site e… bati com a cara na porta outra vez… a conta estava bloqueada.  E aí?  Entrei em contato com a equipe de atendimento ao consumidor, expliquei o que estava acontecendo e depois de trocentas perguntas de segurança, consegui desbloquear a conta e trocar todas as informaçãoes necessárias.  O interessante é que só consegui desbloquear tudo, depois que forneci um endereço de email que não uso desde 2001 (de um servidor porcaria, que usei por uns 2 meses).  Como lembrei?  Milagres acontecem… 😉

Então… o tiozinho que roubou minha conta, trocou senha, acrescentou um segundo endereço de entrega (no Vietnã!!!) e comprou: acessórios para PSP, home theater, iPod e os cambau…

VIVA O SISTEMA DE SEGURANÇA DO EBAY! VIVA VIVA VIVA! Eles descobriram tudo a tempo, bloquearam a conta, contataram todas pessoas envolvidas e tchanam!

Lições?

1. Troque suas senhas regularmente, mesmo que você só apareça no site de 6 em 6 meses;

2.  Viva como um neurótico, ou seja, confira suas contas na internet (sejam estas de qualquer site) sempre; assim, se alguma coisa acontecer, você fica ciente, antes da bola de neve aumentar.

3. A equipe do eBay é poderosa!  VIVA VIVA VIVA!  😉

4. … parece, mas não é… você pode ter o Maguila de guarda-costas, se o inimigo for uma pulga… vai passar…  Hehehe. 😉

Primeira impressão

Tuesday, June 17th, 2008

Fiz o download da versão “beta” do Firefox 3 e já deu para perceber que a nova versão está beeeeem mais rápida do que a anterior.  🙂  Ainda não deu tempo de avaliar outras inovações, mas por enquanto… estou feliz!

A raposa…

Monday, June 2nd, 2008

Download Day 2008

Porque, apesar das minhas “puladas de cerca“, eu continuo apaixonada pela raposa… 😉

“Tupiniquis” a La Top Gun

Monday, May 12th, 2008

Os brasileiros estão em toda parte, mas por incrível que pareça, nestes meus 7 anos de Estados Unidos, nunca conheci um brasileiro que morasse na mesma cidade que eu. É claro… quem escolheria Clovis para morar? Ganhar dinheiro? Fairbanks? Fairbanks sim… depois que saí de Fairbanks e mudei para Clovis, o Alasca se tornou um estado quente para os brasileiros; mas em 2001, o verde e amarelo ainda não habitava as terras geladas daquele cantinho do planeta.

O ano passado, por incrível que pareça, conheci uma brasileira, atráves de uma amiga Filipina, mas até mesmo neste caso, a brasileira em questão não morava em Clovis, mas passava por lá de vez enquando, para visitar a filha americana (nascida e criada na terra do Tio Sam).

Bom… a semana retrasada, passeando pela web, resolvi dar uma xeretada em um site chamado MeetUP. MeetUp é um site “social”, que reúne pessoas e grupos do mundo inteiro. Através do MeetUp você pode encontrar grupos de pessoas com os mesmo interesses que o seu, como: viajar, tomar café, ler, falar francês, pintar, jardinar, dançar, fazer campanha para o Obama, criar peixes, bloggar, escrever, desenhar, andar descalso; e assim por diante. É só procurar… tem sempre alguém que curte a mesma coisa que você. Então, resolvi procurar por um grupo, na Carolina do Sul, próximo a minha cidade, interessado em papagaios, ou melhor dizendo, em papagaios e araras. 😉 Infelizmente, não encontrei nenhum grupo sobre os bicudos, que seja pertinho de Sumter, mas resolvi dar uma xeretada geral, e encontrei um grupo de pessoas interessadas em idiomas (grande novidade… RS).

Pois bem… encontrei um grupo de pessoas interessadas em Português e… encontrei uma brasileira, vivendo em Sumter! Não acreditei… uma brasileira em Sumter? Sumter é bem maior e melhor que Clovis, mas Sumter? Tentei advinhar o que ela fazia por aqui… algum curso em Columbia? Trabalho temporário? O que? Escrevi para ela e advinhem… mais uma brasileira casada com um azeitona da Força Aérea Americana! Wow… e mais, uma brasileira que conhece uma outra brasileira (tb casada com um americano da USAF), que tb mora em Sumter! Aaaaaaaaaaaaaleluia! Aaaaaaaaaleluia! Imaginem vocês, os brasileiros invadiram o Orkut e a USAF! RS 😉

Bom… para resumir, já conheci uma das duas pessoalmente. A Liege é um amor de pessoa, super simpática, casada com um cara super engraçado. Já nos tornamos amigas, comemos coxinha, pastel, empadinha… Ainda não conheci a Ana, porque ela está no Brasil (o maridon dela está em uma missão de alguns meses… do outro lado do planeta…. e ela aproveitou para matar saudades da terra brasilis); mas já conversamos alguns minutinhos pela internet.

Tá aí… a mudança continua… um dia estamos derrubando muros… e no outro, plantando sementes. 🙂

Atualizações

Saturday, April 5th, 2008

Já percebeu? A internet é como os computadores… você fica “longe” por alguns meses; e quando volta, está tudo diferente e desatualizado.

Comecei a atualização do Jardim (“SIM, estou voltando… passo-a-passo“). No menu superior, atualizei o “Tuning in” (que por enquanto está sem o plug-in “Now Playing”), o “tempo” e os relógios (que estão no item “Canteiros”). Amanhã, pretendo atualizar: “A mão que planta” e mais algumas coisinhas.

E falando em internet… já experimetou o Safari? Estou experimentando e estou gostando. Safari é o browser (navegador) da Apple, que agora também funciona com o Windows. Simples, mas eficiente. Ainda não sei se substituirá a minha paixão pelo Firefox, mas o Safari é uma boa opção para quem não gosta de muita frescura (o que não é o meu caso… *rs*) e velocidade.

… e o “iGoogle”? Já xeretou? Muito legal… Você monta a sua página do jeito que quiser… da banner a o que você quer que apareça na página do Google. Tem notícias, quotes, joguinhos, calendário, piada, horóscopo, tempo, relógio e os cambau… E só xeretar e ser feliz.

… e para completar essa horinha de web, ouça o novo (lançado em Setembro… é novo, mas não tão novo assim…) CD do James Blunt, All the lost souls, que está sensacional… melhor que o primeiro (beeem melhor do que o primeiro…), mais amadurecido, mais musical, menos melancólico; muuuuito bom.

Por enquanto é só isso… Fiquem de olho nas mudanças… 😉

Update: Atualizei o item “A mão que planta”.