Tudo ao mesmo tempo… agora

Durante este tempo de silêncio, o Jardim ficou parado, mas a vida continuou (opa… e não deveria ter sido diferente). Neste meio tempo, parei de trabalhar (comentei sobre isto por aqui), meu marido foi morar na Coreia do Sul por um ano (também comentei sobre isto por aqui) e eu voltei a não fazer nada; e a fazer muitos planos…

Quero voltar a estudar, mas estou cheia de dúvidas e incertezas. Não sei se enfio a cara em uma carreira completamente nova, que sempre me interessou muito; ou se volto para a Educação, o que sempre me fez muito feliz, mas hoje, me assusta bastante. Felizmente, grana não é problema. Antes de deixar a Casa Branca, o ex-presidente George W. Bush assinou uma lei, que talvez tenha sido a única coisa boa que ele tenha feito enquanto presidente. Os militares ativos que possuem o benefício da “GI Bill” (educação paga pelo governo, para resumir o “romance”) podem transferir seus benefícios para a esposa (ou esposo) ou para os filhos. Enfim, maridon transferiu os benefícios dele para mim e tenho 3 anos de ensino superior garantidos. Já arrumei minha papelada toda e, agora, preciso somente escolher o que quero fazer e mergulhar nos livros… Entretanto, não sei se escolho uma nova carreira, em Psicologia ou, como já disse antes, volto para a Educação.

Além de escolher um segundo curso universitário, também quero ser mãe; e aí a coisa complica mais um pouquinho. Se eu voltar para a Educação, precisarei estudar bastante, mas estarei navegando em águas tranquilas e familiares; mas se escolher entender melhor o comportamento humano, terei que estudar muito… e este “muito” será muitíssimo. Então, paro para pensar e surgem as perguntas: será que eu consigo encarar um segundo curso universitário e uma gravidez ao mesmo tempo? E depois, quando o baby chegar? Ser estudante e ser mãe de primeira viagem ao mesmo tempo? Consigo? E “mais depois ainda”… consigo estudar, ser mãe e trabalhar ao mesmo tempo? Porque se o meu caminho for a “Terapia”, 3 anos de estudo não serão suficientes.

Só tenho certeza de uma coisa: “Penso, logo existo.”; além disso, não sei de nada… E neste pensar, o tempo passa e eu continuo não fazendo nada. Agora alguém me responde: quando é que deixei de ser prática e comecei a pensar demais? O problema não é o pensar, o problema é o relógio. O tempo que eu tento ignorar, mas corre pelas minha veias como sangue.

E aí…? O que eu faço? Compro uma bicicleta?

P.S: Eu estava lá! O primeiro de muitos shows na minha vida. 🙂

One Response to “Tudo ao mesmo tempo… agora”

  1. Le Says:

    Consegue tudo isso sim! Quem se adapta a outro pais eh capaz de muitas coisas. Ah! estou igual a voce, fico pensando, pensando…Noutro dia estava no consultorio medico e comentei algumas coisas com minha medica, pois ela e muito querida. Recebi a seguinte resposta:babysteps! Isso e verdade; vai com calma, pois devagar voc vai descobrir o que realmente deve fazer. Beijos