“Nucular” nunca mais!

Não votei, ainda não sou cidadã americana (por opção).  Fiquei o dia todo com o coração meio apertado… meio down… Gostaria de ter votado.  No Brasil, aprendemos a importância do voto muito cedo.  Sim… não temos escolha, somos obrigados a votar, mas ao mesmo tempo, somos obrigados a fazer parte da vida política do país.  Aqui, não.  Vota quem quer; quem entende a importância da cidadania, do voto, da união, da democracia; o que é bom e ruim ao mesmo tempo (tópico para outro post).

Na maioria das vezes, os americanos são meio que “alienados”, não falam sobre política, não discutem política, são “patriotas” (e confudem “patriotismo” com “apoio ao governo”) acima de tudo e de todos.  As pessoas que se importam com política chegam a ser “radicais”, “estranhas”, meio “malucas”.

Entretanto, hoje, o que aconteceu no país foi um revolução silenciosa.  Milhões de eleitores compareceram as urnas.  Filas infinitas.  Horas de espera.  Um “amamos o nosso país e estamos aqui para provar isso” silencioso, mas presente e forte.  Alienados, radicais, imigrantes… todos unidos contra o governo atual.

Se eu fosse o Bush, faria minhas malinhas e sairia da Casa Branca, na calada da noite.  RS  Durante 4 anos (porque os primeiros 4 não contam, já que fizeram a burrada de re-eleger o Bozo), os americanos (nativos e naturalizados) aguentaram a arrogância e ignorância do presidente, em silêncio.  Hoje, também em silêncio, deram o ponta pé na bunda do excelentíssimo senhor presidente, mas bem dado da História deste país.

Só espero que tenham usado “sapatos novos”… 😉 Agora, é sentar e esperar para ver os resultados.

Nucular” nunca mais!

3 Responses to ““Nucular” nunca mais!”

  1. Mauro Says:

    Eu não diria nunca mais, já que a Sarah Palin fala “nucular” também e eu tenho certeza que ouviremos falar dela novamente, nas próximas eleições presidenciais. Infelizmente para nós.

  2. Be Says:

    Vixe… bate na madeira 6 vezes (o dobro para garantir que essa mulher suma do mapa). 😉

  3. leticia Says:

    engraçado que fiquei aqui torcendo no dia da eleição, acompanhando pela tv e tudo.
    nao sei explicar mas senti um alivio enorme quando ele venceu. o mundo já tem muito ódio e o mr bush parece que nasceu pra plantar discordia nesse mundo… acho que o obama vai mudar isso, tirar os eua do topo da lista dos países mais odiados no mundo, e promover mais paz, finalmente.
    aff, agora só falta alguem tirar o lula lelé de lá e vou ficar sossegada! hehehe